Oxitetraciclina + LidocaínaBula do Princípio Ativo

Oxitetraciclina + Lidocaína - Para que serve?

Oxitetraciclina + Lidocaína solução intramuscular é indicada no tratamento de infecções por bactérias sucetíveis à oxitetraciclina, antibiótico presente na Oxitetraciclina + Lidocaína, quando os testes de laboratório feitos com as bactérias causadoras da infeção demonstrarem que essa bactéria é sensível à oxitetraciclina.

Oxitetraciclina + Lidocaína: Contraindicação de uso

Oxitetraciclina + Lidocaína não deve ser usada se você já apresentou hipersensibilidade (reação alérgica) à oxitetraciclina, à algum antibiótico da classe das tetraciclinas ou a qualquer componente da fórmula.

Oxitetraciclina + Lidocaína: Posologia e como usar

A duração do tratamento varia de acordo com o tipo de infecção. Portanto, o tratamento não deve ser interrompido antes do tempo orientado pelo seu médico, mesmo que já tenha sido obtida uma resposta (melhora dos sintomas) inicial.

Para infecções de grau leve a moderado, devem ser administrados 200 ou 300 mg diariamente, em doses únicas de 100 mg a cada 8 ou 12 horas ou em dose única diária de 250 mg. Em infecções graves, devem ser administrados 300 a 500 mg diariamente, em doses únicas de 100 mg a cada 6 a 8 horas ou em dose única de 250 mg a cada 12 horas.

Oxitetraciclina + Lidocaína deve ser administrada em doses de 15 a 25 mg/kg/dia de peso corporal, não excedendo a dose máxima de adulto. As doses podem ser divididas e administradas a cada 8 a 12 horas.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Oxitetraciclina + Lidocaína - Reações Adversas

O tratamento com agentes antibacterianos, incluindo oxitetraciclina, altera a flora normal do cólon (intestino), resultando em um supercrescimento da bactéria Clostridium difficile . Diarreia associada a C. difficile (CDAD) deve ser considerada em todos os pacientes que apresentam diarreia após o uso de antibióticos. É necessário um cuidadoso histórico médico e acompanhamento.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Oxitetraciclina + Lidocaína: Superdose

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Oxitetraciclina + Lidocaína: Interações medicamentosas

Sempre informe ao seu médico sobre todas as medicações que você toma quando ele for prescrever uma medicação nova. O médico precisa avaliar se as medicações reagem entre si alterando a sua ação, ou da outra; isso se chama interação medicamentosa.

Pacientes em uso de Oxitetraciclina + Lidocaína podem ter alteração de exames urinários, por exemplo, falso positivo nos níveis de catecolamina urinária que determina o diagnóstico e acompanhamento de Feocromocitoma . Se você for colher qualquer tipo de exame laboratorial, avise no laboratório que está usando Oxitetraciclina + Lidocaína.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Oxitetraciclina + Lidocaína: Precauções

Oxitetraciclina + Lidocaína não foi estudada em pacientes grávidas. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente a seu médico em caso de suspeita de gravidez. Informe ao seu médico se estiver grávida, ou se engravidar durante ou após o tratamento.

Durante o desenvolvimento dos dentes (da metade da gestação até os 8 anos de idade da criança) não se recomenda o uso de antibióticos da classe das tetraciclinas, como Oxitetraciclina + Lidocaína, porque isso pode levar a alteração permanente da cor dos dentes, tornando-os amarelo-cinza-marrons.

Oxitetraciclina + Lidocaína é excretada no leite materno. Como a criança em aleitamento está na idade de formação dos dentes, não se recomenda o uso de Oxitetraciclina + Lidocaína para mulheres que estejam amamentando; exceto se os benefícios superam os riscos. Informe ao seu médico se estiver amamentando.

Portadores de insuficiência renal (alteração da função dos rins) devem receber doses reduzidas de Oxitetraciclina + Lidocaína para evitar toxicidade. Informe ao seu médico se você tiver qualquer problema de função dos rins.

Oxitetraciclina + Lidocaína pode aumentar a sensibilidade da pele à exposição solar.

Se você se expõe diretamente à luz solar na sua vida diária, informe ao seu médico. Recomenda-se que à primeira evidência de eritema (vermelhidão na pele) a medicação seja descontinuada.

O tratamento com antibacterianos altera a flora normal do intestino resultando em um crescimento excessivo de colônias de bactérias, o que pode levar à diarreia. Quando a bactéria que cresce em excesso é a Clostridium difficile a gravidade pode variar de leve a colite fatal (infecção do cólon, parte do intestino). A diarreia associada a C. difficile pode ocorrer em até dois meses após a administração de antibióticos.

A duração do tratamento varia de acordo com o tipo de infecção. Portanto, o o tratamento não deve ser interrompido antes do tempo orientado pelo seu médico, mesmo que já tenha sido obtida uma resposta (melhora dos sintomas) inicial.

Oxitetraciclina + Lidocaína: Ação da substância no organismo

Oxitetraciclina + Lidocaína contém o antibiótico oxitetraciclina, que impede que as bactérias produzam proteínas – base do crescimento e reprodução das bactérias – impedindo-as de crescer e se multiplicar.

Fonte do conteúdo

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.