Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de CálcioBula do Princípio Ativo

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio - Para que serve?

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio: Contraindicação de uso

Hipersensibilidade conhecida a qualquer uma das substâncias ativas ou a qualquer um dos excipientes da formulação.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio: Posologia e como usar

Recomenda-se de 1 a 2 drágeas ao dia ou a critério médico. A drágea deve ser ingerida com água ou um pouco de líquido.

Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio - Reações Adversas

As reações adversas listadas foram identificadas durante a comercialização de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio.

Como estas reações são reportadas voluntariamente não é possível estimar com segurança suas frequências.

Em caso de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – Notivisa, disponível em www.anvisa.gov.br, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio: Superdose

Não existem evidências de que Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio possa levar à superdose quando administrado nas doses recomendadas.

Deve-se considerar a ingestão de vitaminas a partir de outras fontes.

A maioria, se não todos os relatos de superdose, estão associados à ingestão concomitante de altas doses de vitaminas e/ou polivitamínicos.

Sintomas gerais de superdose podem incluir confusão e distúrbios gastrintestinais como constipação, diarreia, náusea e vômitos.

Na ocorrência destes sintomas o tratamento deve ser interrompido e um profissional de saúde deverá ser consultado.

Superdose crônica ou aguda do produto (> 10 vezes o teor declarado) pode causar toxicidade específica associada com a vitamina B6.

Sinais clínicos específicos e sintomas, achados laboratoriais, e as consequências de superdose são diversas, dependendo da susceptibilidade indivídual e das circunstâncias envolvidas.

Ingestão > 40 mg por dia em crianças de 4 a 8 anos de idade, > 60 mg por dia em crianças de 9 a 13 anos de idade, > 80 mg por dia em adolescentes de 14 a 18 anos de idade, > 100 mg por dia em adultos, aumenta o risco de neuropatia axonal sensorial. Efeitos centrais também foram descritos. Neuropatia tem sido comumente relatada após ingestão crônica de 200 a 6000 mg por dia, durante meses ou anos. Entretanto, a neuropatia melhora gradualmente, após a remoção da piridoxina. A destruição irreversível de células ganglionares sensoriais (neuronopatia) também pode ocorrer após uma dose única parenteral extremamente alta, mas a quantidade tóxica exata em seres humanos não está bem documentada.

Se houver suspeita de superdose, o tratamento deve ser interrompido e um profissional de saúde deve ser consultado para tratamento das manifestações clínicas.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio: Interações medicamentosas

Existem diversos relatos na literatura de potenciais interações dos componentes isolados, portanto, pacientes em uso de qualquer outro medicamento ou que estejam sob cuidados médicos devem consultar o médico antes de iniciar o tratamento com Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio. Quando utilizado conforme recomendado não são esperadas interações específicas.

Os contraceptivos orais podem reduzir os níveis séricos das vitaminas B6 e B12.

A neomicina, o ácido aminosalicílico e os bloqueadores H2 podem reduzir a absorção gastrintestinal da vitamina B12 .

Os antagonistas da vitamina B1 , tiosemicarbazona e a 5-fluorouracil neutralizam os efeitos da vitamina B1.

Os antiácidos inibem a absorção da vitamina B1.

A piridoxina ( vitamina B6 ) aumenta o metabolismo da levodopa, reduzindo os seus efeitos antiparkinsonianos. No entanto, esta interação não ocorre quando a carbidopa está associada com levodopa.

O cloranfenicol pode retardar ou interromper a resposta de reticulócitos para a vitamina B12.

Portanto, a contagem de sangue precisa ser cuidadosamente monitorada se esta combinação não puder ser evitada.

A vitamina B1 e vitamina B6 podem interferir no resultado de testes laboratoriais, resultando em falsas leituras. Informe seu médico ou profissional da saúde sobre exames laboratoriais planejados enquanto estiver em tratamento com Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio.

A tiamina (vitamina B1) e/ou a piridoxina (vitamina B6) podem causar um resultado falso positivo no teste spot com o reagente de Ehrlich.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio: Precauções

A dose recomendada de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio não deve ser excedida. As superdoses aguda e crônica aumentam o risco de efeitos adversos. Deve-se considerar a possibilidade de ingestão das mesmas vitaminas de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio a partir de outras fontes, incluindo alimentos enriquecidos, suplementos alimentares e medicamentos utilizados concomitantemente.

Indivíduos em uso de outras vitaminas isoladas ou de polivitamínicos, e de outros medicamentos, em dieta restritiva ou que estejam sob cuidados médicos, devem consultar um profissional de saúde antes de iniciar o tratamento com Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio.

Indivíduos com insuficiência renal grave (TFG < 30 ml/min) devem consultar um profissional de saúde antes de iniciar o tratamento com Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio, pois poderá ser necessário o ajuste de dose. Deve-se dar atenção especial para a dose diária de vitamina B6.

Os medicamentos orais que contenham vitamina B12 são indicados para o tratamento da deficiência da vitamina B12, quando há diminuição da ingestão alimentar. Eles não são formulados para o tratamento de deficiência de vitamina B12 quando há gastrite atrófica, doenças do íleo ou pâncreas, má-absorção gastrintestinal de vitamina B12 ou deficiência de fator intrínseco, qual requer dose oral elevada de vitamina B12.

Indivíduos com desordens hereditárias raras de intolerância à galactose, deficiência de Lapp lactase ou má-absorção de glucose-galactose, não devem tomar este medicamento. Indivíduos com problemas hereditários raros de intolerância a frutose , má-absorção de glucosegalactose ou insuficiência de sacarase-isomaltase não devem tomar este medicamento.

Atenção diabéticos: contém açúcar.

Cada drágea contém 0,5 calorias.

Poderá ser observada uma discreta alteração da coloração da urina. Este efeito não é prejudicial à saúde e ocorre devido à presença de riboflavina (vitamina B2) na formulação de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio.

Não há evidências sugestivas que níveis endógenos normais das vitaminas presentes no Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio causem quaisquer efeitos adversos reprodutivos a seres humanos.

Categoria de risco na gravidez: C.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio não se destina ao uso durante a gravidez ou a lactação.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio é geralmente considerado seguro durante a gravidez e a lactação quando administrado nas doses recomendadas.

Entretanto, não existem suficientes estudos controlados em humanos que avaliem o risco do tratamento com o medicamento durante a gravidez ou a lactação. Portanto, Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio deve apenas ser usado durante a gravidez ou a lactação quando clinicamente indicado e recomendado pelo médico.

A dose recomendada não deve ser excedida, uma vez que a superdose crônica pode ser prejudicial para o feto e para o neonato. Deve-se considerar a ingestão de vitaminas a partir de outras fontes.

As vitaminas de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio são excretadas no leite materno e, portanto, este fato deve ser considerado.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio tem pouca ou nenhuma influencia na capacidade de dirigir veículos ou operar máquinas.

Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio: Ação da substância no organismo

Resultados de Eficácia

Os resultados de eficácia e segurança de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio estão descritos nos itens Características Farmacológicas, Propriedades Farmacodinâmicas cujas referências bibliográficas constam abaixo:

1. Institute of Medicine 1998; Marcus and Coulston, 1996; Rucker et al, 2001; Huskisson et al, 2007 Berocca and 2007 Energy.

Características Farmacológicas

As vitaminas são agentes ativos essenciais necessários para balanceamento e coordenação de todos os processos metabólicos, sendo indispensáveis para a manutenção da saúde e a vida de todos os organismos.

Os seres humanos não são capazes de sintetizar vitaminas e são, portanto, dependentes de uma contínua suplementação exógena. É particularmente importante a ingestão adequada de vitaminas hidrossolúveis, tais como vitaminas do complexo B, uma vez que elas não são armazenadas de forma considerável no organismo humano.

As vitaminas do complexo B contidas em Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio são componentes de sistemas enzimáticos que regulam diversas vias do metabolismo de carboidratos , lipídios e proteínas , cada uma com um papel biológico específico.

No metabolismo intermediário, os sistemas enzimáticos cujas coenzimas são as vitaminas do complexo B, formam unidades funcionais. Visto que a taxa global de reação de cada um destes sistemas é determinada pela etapa mais lenta da reação em cadeia envolvida, a perda da atividade de um fator pode comprometer o funcionamento de todo o sistema.

Por outro lado, a síntese das apoenzimas pode ser induzida pela administração de coenzimas. As vitaminas da formulação de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio têm uma função coenzimática em mais de 100 enzimas diferentes, algumas das quais de extrema importância e, de modo geral, essenciais para a célula.

Na ausência de deficiências vitamínicas claramente definidas, a administração simultânea de polivitamínicos é mais racional do que a administração de vitaminas isoladas. A administração de Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio combate o comprometimento da respiração celular e do metabolismo de proteínas, aminoácidos , carboidratos e lipídios causados pela deficiência de coenzimas.

Devido a suas diversas funções, Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio tem ampla aplicação na terapia dos estados de deficiência, como ocorre no curso de diversas doenças ou como resultado do tratamento (ex.: antibióticos ou outras deficiências induzidas por drogas), na perda do apetite e em dietas restritivas e desbalanceadas, na absorção prejudicada e no aumento das necessidades (por ex.: durante o crescimento), ou na ingestão inadequada. Tendo em vista a participação considerável dos componentes deste produto como catalisadores de reações de produção de energia no metabolismo intermediário e na cadeia respiratória, seu uso também é indicado na convalescença.

Não existe estudo específico com Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio, mas as propriedades farmacocinéticas individuais de cada componente estão amplamente documentadas.

Não existe estudo específico com Tiamina + Riboflavina + Piridoxina + Pantenato de Cálcio, mas a segurança pré-clínica de cada componente isolado está amplamente documentada.

Fonte do conteúdo

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.