HidroquinonaBula do Princípio Ativo

Hidroquinona - Para que serve?

O Hidroquinona creme e gel são indicados no clareamento gradual de manchas como melasmas ou cloasmas, sardas, melanoses solares e em outras condições nas quais ocorrem hiperpigmentação cutânea por produção excessiva de melanina.

Hidroquinona: Contraindicação de uso

O Hidroquinona creme e gel são contraindicados a pessoas hipersensíveis à hidroquinona ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

O Hidroquinona creme e gel não devem ser utilizados em grandes áreas do corpo.

O Hidroquinona creme e gel não devem entrar em contato com os olhos. Caso ocorra contato acidental, o paciente deve lavar os olhos com bastante água e contatar imediatamente o seu médico. Se o produto entrar em contato com os lábios, podem ocorrer efeito anestésico e sensação amarga.

O Hidroquinona creme e gel não devem ser usados na pele irritada e na presença de queimaduras solares.

O Hidroquinona creme e gel não devem ser utilizados como protetor solar .

O Hidroquinona creme e gel não devem ser utilizados para o clareamento de cílios e supercílios.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Hidroquinona: Posologia e como usar

Aplicar uma fina camada de Hidroquinona na área a ser tratada, duas vezes ao dia, ou a critério médico.

O paciente deve evitar exposição ao sol enquanto estiver fazendo uso de Hidroquinona creme e gel.

Caso haja exposição intensa ao sol (praia, piscina, caminhadas, etc.), é aconselhável a utilização de um bloqueador solar , conforme orientação do seu dermatologista. Após clareamento da pele, deve-se proteger as áreas tratadas da radiação solar, com a aplicação diária de protetores ou bloqueadores solares, ou pelo uso de roupas protetoras, a fim de prevenir a repigmentação das áreas cutâneas tratadas.

Hidroquinona - Reações Adversas

As reações adversas que podem ocorrer com maior frequência são: eritemia, sensação leve de queimação e hipersensibilidade ocasional, como dermatite de contato localizada. Outras reações menos frequentes, como ocronose exógena e manchas marrons reversíveis nas unhas, também estão relacionadas ao uso de Hidroquinona. No caso de ocronose exógena, esta relaciona-se ao uso de Hidroquinona por períodos prolongados, principalmente em indivíduos de pele parda . Não foram relatadas reações adversas sistêmicas advindas do uso de hidroquinona tópica.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Hidroquinona: Superdose

Não foram relatadas reações adversas sistêmicas com o uso de hidroquinona tópica. Entretanto, o Hidroquinona deve ser aplicado em pequenas partes do corpo, visto que alguns pacientes apresentaram eritema transitório e leve sensação de queimação.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Hidroquinona: Interações medicamentosas

O uso combinado de hidroquinona com produtos contendo peróxido ( peróxido de benzoíla , água oxigenada ) pode provocar escurecimento transitório da pele nas áreas tradadas. Este escurecimento pode ser revertido com a interrupção do uso concomitante das preparações e pela limpeza normal das áreas atingidas.

Hidroquinona: Precauções

A segurança do produto em gestantes e mulheres em fase de amamentação ainda não foi estabelecida e, portanto, a relação riscobenefício deve ser avaliada para o uso do produto nestas condições. Em crianças menores de 12 anos, a segurança e eficácia do uso de hidroquinona também não foram determinadas.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Para avaliar a hipersensibilidade do paciente ao produto, sugere-se aplicá-lo incialmente em uma pequena parte da pele íntegra, na área que apresenta as manchas ou próximo a ela, por 24 horas. O aparecimento de leve vermelhidão não é necessariamente uma contraindicação, mas o tratamento deve ser suspenso se ocorrerem reações como prurido, inflamação excessiva ou formação de vesículas (bolhas).

Após o clareamento da pele, deve-se evitar exposição das áreas tratadas ao sol com a aplicação de protetores ou bloqueadores solares, ou pelo uso de roupas protetoras a fim de prevenir a repigmentação.

Hidroquinona: Ação da substância no organismo

Resultados de Eficácia

Foi realizado estudo para avaliar a eficácia da aplicação uma vez ao dia de hidroquinona a 4% comparada a creme de ácido 0,75% de ácido kójico de modo a determinar uma modalidade eficaz para o tratamento de melasma facial. Um total de 60 pacientes com melasma facial foram estudados e acompanhados no 4º, 8º e 12º semana. Na 4º semana de avaliação do tratamento, a hiperpigmentação facial respondeu mais precocemente ao tratamento com hidroquinona 4% em relação ao creme de ácido kójico 0,75%. No final do período de tratamento de 12 semanas, a hidroquinona revelou uma superioridade global como agente hipopigmentante em relação ao creme de ácido kójico. Os resultados do estudo mostraram que o hidroquinona 4% é um agente hipopigmentante melhor e com mais rápida taxa de melhora quando comparado ao ácido kójico 0,75% [1] .

Referência:

[1] Monteiro RC, Kishore BN, Bhat RM, Sukumar D, Martis J, Ganesh HK. A Comparative Study of the Efficacy of 4% Hydroquinone vs 0.75% Kojic Acid Cream in the Treatment of Facial Melasma. Indian J Dermatol. 2013 Mar;58(2):157. doi: 10.4103/0019-5154.108070.

Características Farmacológicas

Havens e Tramposch observaram que a hidroquinona atuaria, não como inibidora da tirosinase, mas como um substrato alternativo da enzima, competindo com a tirosina por esta enzima [2] . Palumbo et al, 1992, comprovaram que o efeito inibitório da hidroquinonana na melanogênese seria o resultado de uma competição eficaz da mesma com a tirosina pela enzima tirosinase [3] .

Assim, uma vez que a melanogênese é afetada pela ação da hidroquinona quando aplicada topicamente, ocorre a interrupção da formação de melanina e subsequente clareamento reversível da pele.

Hidroquinona na forma creme apresenta em sua fórmula três filtros solares (benzofenona, octil metoxicinamato e salicilato de octila) que auxiliam na prevenção da repigmentação da pele tratada, que pode ser causada pela exposição da pele clareada à radiação solar e ultravioleta e que conferem ao produto FPS 15.

Referências:

[2] Havens MB, Tramposch KM. Hydroquinone inhibits tyrosinase activity by acting as an alternate substrate. J Invest Dermatol 1986.
[3] Palumbo A, d’Ischia M, Misuraca G, Prota G. Skin depigmentation by hydroquinone: a chemical and biochemical insight. Pigm Cell Res 1992.

Fonte do conteúdo

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.