Cloridrato de HidroxizinaBula do Princípio Ativo

Cloridrato de Hidroxizina - Para que serve?

O Cloridrato de Hidroxizina é indicado para alívio de prurido (coceira) causado por condições alérgicas da pele, tais como: urticária , dermatite atópica e de contato, e do prurido decorrente de outras doenças sistêmicas.

Cloridrato de Hidroxizina: Contraindicação de uso

Dados clínicos em seres humanos são insuficientes para estabelecer a segurança do uso de Cloridrato de Hidroxizina durante a gravidez e a amamentação. Por este motivo, o seu uso está contraindicado nessas situações.

Este medicamento é contraindicado para o uso por pacientes com hipersensibilidade conhecida a quaisquer dos componentes da fórmula.

Restrições de uso: uso concomitante com substâncias depressoras do sistema nervoso central e álcool.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Cloridrato de Hidroxizina: Posologia e como usar

Atenção: Seringa dosadora de 5 mL (5 mL = 10 mg de Cloridrato de Hidroxizina).

25 mg (12,5 mL), via oral, 3 a 4 vezes ao dia, ou seja, de 8 em 8 horas ou de 6 em 6 horas, respectivamente.

0,7 mg (0,35 mL)/Kg de peso, via oral, 3 vezes ao dia, ou seja, de 8 em 8 horas.

Em pacientes idosos deve ser considera a necessidade de redução das doses recomendadas, em função da possibilidade de aumento das reações adversas.

Cloridrato de Hidroxizina - Reações Adversas

Devido às atividades anticolinérgicas e sobre o sistema nervoso central, apresentadas pelo Cloridrato de Hidroxizina, podem ocorrer sedação, sonolência (pode desaparecer após vários dias de terapia continuada) e secura da boca, geralmente de caráter moderado a transitório.

Raramente podem aparecer crises convulsivas, tremor ou agitação.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificação em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Cloridrato de Hidroxizina: Interações medicamentosas

A ação do Cloridrato de Hidroxizina pode ser potencializada quando administrado conjuntamente com agentes depressores do sistema nervoso central (SNC), tais como: analgésicos não narcóticos, narcóticos e barbitúricos. Devido a esse fato, quando houver indicação do uso de Cloridrato de Hidroxizina e de depressores do SNC, a dose deste último deve ser reduzida. Além disso, o Cloridrato de Hidroxizina pode ter seu efeito sedativo potencializado pela ingestão de álcool.

Cloridrato de Hidroxizina: Precauções

Tendo em vista a possibilidade de ocorrência de sonolência durante o uso de Cloridrato de Hidroxizina, os pacientes devem ser alertados quanto à condução de veículos, ao manuseio de máquinas perigosas e outros equipamentos que requeiram atenção.

Insuficiência renal ou hepática, epilepsia , glaucoma , doença de Parkinson e na utilização concomitante de outros medicamentos.

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Atenção diabéticos: este medicamento contém açúcar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Cloridrato de Hidroxizina: Ação da substância no organismo

Características Farmacológicas

O Cloridrato de Hidroxizina é uma droga anti-histamínica potente, de longa duração e alta afinidade para os receptores H1 da histamina. O bloqueio sobre estes receptores inibe a liberação de histamina e suas consequentes ações sistêmicas.

Admite-se que o prurido seja causado, em parte, pela histamina, que é o mais importante mediador liberado pelos basófilos e mastócitos sensibilizados pela IgE. A atividade do Cloridrato de Hidroxizina sobre o sistema nervoso central pode também contribuir para sua proeminente ação antipruriginosa. Apresenta ainda ações anticolinérgica e antiemética.

O Cloridrato de Hidroxizina é rapidamente absorvida pelo trato gastrointestinal e metabolizada no fígado em vários metabólitos. A sua ação inicia-se em 15 a 30 minutos após a administração e dura de 4 a 6 horas, sendo eliminada basicamente pela urina.

Fonte do conteúdo

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Cloridrato de Hidroxizina - Medquímica.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Cloridrato de Hidroxizina-Medquímica.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.