Pygeum africanum + Urtica dioicaBula do Princípio Ativo

Pygeum africanum + Urtica dioica - Para que serve?

Este medicamento é destinado ao tratamento dos sintomas decorrentes do aumento benigno da próstata (aumento da frequência do ato de urinar - polaciúria, dificuldade de urinar - disúria e resíduo vesical pós miccional).

Pygeum africanum + Urtica dioica: Contraindicação de uso

Você não deve tomar Pygeum africanum + Urtica dioica se tiver alergia ao Pygeum africanum e a Urtica dióica ou aos outros componentes da fórmula.

Este medicamento é contra-indicado para uso por mulheres.

Pygeum africanum + Urtica dioica: Posologia e como usar

Você deve tomar as cápsulas por via oral, sem mastigar e com líquido suficiente para engolir.

O esquema posológico aconselhado varia de acordo com a natureza do quadro clínico do paciente.

Uma cápsula de Pygeum africanum + Urtica dioica 2 vezes ao dia, durante 2 meses, repetindo este esquema a cada 4 ou 6 meses, ou a critério médico.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Pygeum africanum + Urtica dioica - Reações Adversas

Intolerância gástrica e reações alérgicas cutâneas, as quais ocorrem raramente e normalmente desaparecem com a ingestão do produto às refeições. Pygeum africanum + Urtica dioica é geralmente bem tolerado.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Pygeum africanum + Urtica dioica: Superdose

Em caso de superdosagem procure o serviço médico imediatamente, levando a bula e a caixa do medicamento. As manifestações possíveis estão relacionadas a via digestória e incluem náuseas e dor abdominal que tendem a desaparecer com a descontinuação do uso. Em relação ao componente Urtica dioica pode reduzir a pressão arterial e a taxa de glicose no sangue, interferir com medicamentos que atuam na coagulação sanguínea e com medicamentos anti-inflamatórios . Desse modo é importante manter uma boa hidratação e ficar atento a sinais que podem indicar a diminuição da glicose. Todavia é importante procurar o auxílio médico.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 (CEATOX), se você precisar de mais orientações.

Pygeum africanum + Urtica dioica: Interações medicamentosas

Não são conhecidas até o presente momento interações medicamentosas.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Pygeum africanum + Urtica dioica: Precauções

Não há restrições ao uso de Pygeum africanum + Urtica dioica em pessoas diabéticas.

As melhorias nas funções e nos sintomas não excluem o acompanhamento do médico.

Pygeum africanum + Urtica dioica: Ação da substância no organismo

Pygeum africanum + Urtica dioica é um preparado combinado, destinado a reduzir os distúrbios causados pela hiperplasia benigna da próstata, suprimindo os problemas miccionais e aumentando o estímulo de esvaziamento da bexiga. A ação conjunta destas duas substâncias restabelece a funcionalidade prostática vesical e alivia os sintomas dos distúrbios miccionais decorrentes da HPB, como a polaciúria, disúria, nictúria, dificuldade para início da micção, jato urinário fraco e resíduo vesical pós miccional, além de outros.

Pygeum africanum + Urtica dioica: Interacao com alimentos

Não são conhecidas quaisquer restrições ao uso de Pygeum africanum + Urtica dioica com alimentos.

Fonte do conteúdo

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.