Prolina + Glicina + Alanina + Serina + AssociaçõesBula do Princípio Ativo

Prolina + Glicina + Alanina + Serina + Associações - Para que serve?

Indicado como suprimento de aminoácidos , como parte de um regime nutricional parenteral nas formas graves de insuficiência hepática, com
ou sem encefalopatia hepática, quando a nutrição oral ou enteral for impossível, insuficiente ou contra-indicada.

Prolina + Glicina + Alanina + Serina + Associações: Contraindicação de uso

Contraindicado nas seguintes condições:

- Distúrbio no metabolismo de aminoácidos;
- Acidose metabólica;
- Hipervolemia;
- Hiponatremia ;
- Hipocalemia ;
- Insuficiência renal;
- Insuficiência cardíaca descompensada;
- Choque;
- Hipóxia.

Atenção fenilcetonúricos: contém fenilalanina

Prolina + Glicina + Alanina + Serina + Associações: Posologia e como usar

A medicação deve ser administrada exclusivamente pela via intravenosa, sob o risco de danos de eficácia terapêutica.

Seu médico poderá lhe auxiliar sobre o modo correto de uso e posologia.

Prolina + Glicina + Alanina + Serina + Associações - Reações Adversas

Como todas as soluções hipertônicas para infusão, pode causar tromboflebite se administrado por meio de veias periféricas. Nenhuma outra reação adversa é conhecida quando o medicamento é administrado corretamente.

Prolina + Glicina + Alanina + Serina + Associações: Riscos

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Prolina + Glicina + Alanina + Serina + Associações: Interações medicamentosas

Não foram relatadas quaisquer tipo de interações medicamentosas até o presente momento.

Prolina + Glicina + Alanina + Serina + Associações: Ação da substância no organismo

Administrado por via intravenosa como parte de um regime de nutrição parenteral , possuindo desta forma biodisponibilidade de 100%.

A composição considera a alteração do metabolismo de aminoácidos que acompanha pacientes com disfunção hepatocelular grave. O conteúdo de metionina, fenilalanina e triptofano encontram-se diminuídos, mas em quantidades suficientes para suprir as necessidades orgânicas, enquanto que o
conteúdo dos aminoácidos de cadeia ramificada leucina, isoleucina e valina são elevados (42%), quando comparado com soluções de aminoácidos produzidas para indivíduos com função hepática normal.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.