Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + OxetacaínaBula do Princípio Ativo

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína - Para que serve?

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína é um medicamento antiácido com ação anestésica, destinado ao tratamento de acidez estomacal, azia, desconforto estomacal, dor de estômago, ispepsia, epigastralgia, má digestão, queimação, pirose , esofagite péptica e distensão abdominal.

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína: Contraindicação de uso

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína não deve ser utilizado por pacientes que tenham alergia a qualquer um dos componentes de sua formulação.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos de idade.

Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes com sintomas de apendicite uma vez que este medicamento pode aumentar o risco de perfuração em virtude do efeito constipante ou laxativo. Este medicamento é contraindicado em pacientes com hipofosfatemia e com insuficiência renal grave.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Categoria de risco na gravidez: C.

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína: Posologia e como usar

Agite bem o frasco antes de usar Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína.

Posologia do Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína

Tomar 1 a 2 colheres de chá (5 a 10 mL), 4 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições (café da manhã, almoço, jantar) e ao deitar.

Não exceder a dose diária máxima recomendada e nem manter a dose máxima por mais de 14 dias, a não ser sob supervisão e orientação médica.

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína - Reações Adversas

Eventualmente, alterações de trânsito intestinal poderão ocorrer, tais como diarréia ou constipação , que desaparecerão com a interrupção do tratamento.

Podem também ocorrer reações de hipersensibilidade, incluindo erupções cutâneas ( dermatite , urticária ), prurido, glossite, angioedema e colapso, ocasionalmente.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – Notivisa – disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína: Riscos

Não use este medicamento em caso de doença dos rins e dor abdominal aguda. Não use este medicamento em caso de doença dos rins.

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína: Interações medicamentosas

Clorpromazina , dicumarol, digoxina , indometacina , isoniazida , levodopa, nitrofurantoina, sais de ferro e tetraciclina . Não deve ser usado junto com a quinidina e nem junto com o lítio .

Pacientes cronicamente submetidos à hemodiálise , que estejam recebendo tratamento com antiácidos por períodos prolongados devem ter os níveis séricos monitorados em intervalos mensais ou bimestrais.

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína: Precauções

Não se recomenda o uso de Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína durante a lactação, apesar de não ser conhecido se Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína é excretado no leite materno.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Categoria de risco na gravidez: C.

Não existem restrições na administração de Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína em pacientes idosos.

Hidróxido de Alumínio + Hidróxido de Magnésio + Oxetacaína: Ação da substância no organismo

Resultados de Eficácia

Foi realizado um estudo duplo-cego, cruzado, com pacientes que apresentavam evidências radiológicas de úlcera duodenal até um mês antes de iniciar o estudo, um histórico prévio de dor epigástrica típico de úlcera duodenal e nenhuma evidência de neoplasia ou estenose ou um histórico de úlcera duodenal de 2 anos ou mais. Ao todo participaram, 7 homens e 2 mulheres com idades entre 21 a 56 anos.

Um grupo dos pacientes recebeu uma combinação de gel de hidróxido de alumínio e hidróxido de magnésio, o outro recebeu a mesma combinação de antiácido com oxetacaína no primeiro dia. No segundo dia a ordem dos tratamentos foi revertida.

A efetividade da combinação de antiácidos e oxetacaína, comparada com o antiácido sozinho, foi marcada por um alívio mais rápido da dor e foi necessária uma quantidade consideravelmente menor do medicamento para aliviar a dor.

Este estudo mostrou que a oxetacaína e a combinação de antiácido proporcionou um grau maior e mais satisfatório de falta de acidez no estômago, após a administração de uma dose padrão (20 mL), em comparação com antiácido sozinho. Os resultados do estudo de farmacologia clínica neste trabalho indicaram que a adição de oxetacaína em antiácido prevê mais alívio da dor imediata em pacientes que sofrem de dor de etiologia da úlcera duodenal.

Características Farmacológicas

O hidróxido de alumínio e o hidróxido de magnésio reagem quimicamente com o ácido clorídrico gástrico neutralizando-o. Essa ação aumenta o pH gástrico, promovendo o alívio sintomático da hiperacidez.

A oxetacaína é um anestésico tópico potente que sofre uma biotransformação rápida e extensa, resultando em uma meia-vida plasmática curta, de aproximadamente 1 hora.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.