Hidroquinona + Ácido GlicólicoBula do Princípio Ativo

Hidroquinona + Ácido Glicólico - Para que serve?

Hidroquinona + Ácido Glicólico é indicado para o clareamento gradual de condições de hiperpigmentação da pele tais como cloasma , melasma,sarda, lentigo senil e outras áreas com hiperpigmentação de melanina indesejáveis.

Hidroquinona + Ácido Glicólico: Contraindicação de uso

Hidroquinona + Ácido Glicólico é contraindicado em casos reconhecidos de sensibilidade ou reações alérgicas ao produto ou a algum de seus componentes. A segurança do uso de hidroquinona tópica durante a gravidez ou em crianças menores de 12 anos não foi estabelecida. Assim, o uso do produto não é recomendado nesses casos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. (Categoria C).

Hidroquinona + Ácido Glicólico: Posologia e como usar

Hidroquinona + Ácido Glicólico deve ser aplicado na área afetada 2 vezes ao dia ou conforme orientação médica. O conteúdo do sachê deve ser utilizado de uma só vez. Se desejar, após 1 hora da aplicação retirar suavemente o excesso com papel absorvente e seco. O uso do produto não é recomendado para pacientes com menos de 12 anos exceto sob recomendação e supervisão médica.

A critério do médico e dependendo das necessidades do paciente, a posologia pode ser modificada.

Hidroquinona + Ácido Glicólico - Reações Adversas

Não existem relatos de reações adversas sistêmicas. Ocasionalmente pode ocorrer reação de hipersensibilidade ( dermatite de contato localizada).

Nesse caso, o uso do medicamento deve ser descontinuado e, o médico, notificado imediatamente.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Hidroquinona + Ácido Glicólico: Superdose

Não existem relatos de reações sistêmicas pelo uso tópico de Hidroquinona + Ácido Glicólico. Contudo, o tratamento deve ser limitado a pequenas áreas do corpo de cada vez, tendo em vista que alguns pacientes apresentaram vermelhidão transitória e uma sensação de queimação.

Em caso de ingestão acidental, comunique, imediatamente, o médico ou um centro de controle de envenenamentos.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Hidroquinona + Ácido Glicólico: Interações medicamentosas

O uso combinado de hidroquinona com produtos contendo peróxido de benzoíla , água oxigenada , e bicarbonato de sódio podem provocar um escurecimento transitório da pele nas regiões tratadas. Este escurecimento pode ser revertido pela descontinuação do uso concomitante das preparações e pela limpeza normal das áreas atingidas.

Hidroquinona + Ácido Glicólico: Precauções

Hidroquinona + Ácido Glicólico é um agente clareador da pele que pode produzir efeitos cosméticos indesejáveis se não for utilizado conforme indicação ve ser realizado um teste de sensibilidade antes do uso de Hidroquinona + Ácido Glicólico através da aplicação de uma pequena quantidade em uma região de pele intacta e observação após 24 horas. Uma pequena vermelhidão não é contraindicação para o uso do produto, mas se ocorrer coceira, formação de vesícula ou resposta inflamatória excessiva o tratamento não é recomendado. É recomendada a supervisão intensiva do paciente. Deve ser evitado o contato com os olhos. Caso não seja observado efeito clareador na pele após 2 meses de tratamento, o uso de Hidroquinona + Ácido Glicólico deve ser descontinuado.

Hidroquinona + Ácido Glicólico é formulado para o clareamento da pele e não deve ser utilizado para a prevenção de queimaduras de sol. O uso de filtros solares, que estão presentes no produto, é essencial durante o tratamento com hidroquinona porque minimizam a atividade dos melanócitos frente à luz solar. Após o clareamento da pele e durante a terapia de manutenção, a exposição à luz solar deve ser evitada, deve ser feita a aplicação de filtros ou agentes bloqueadores solares e utilizadas roupas protetoras para evitar a repigmentação.

Não se sabe se a hidroquinona quando utilizada topicamente é absorvida ou excretada no leite materno. Precaução deve ser tomada quando a hidroquinona estiver sendo utilizada topicamente em mulheres que estejam amamentando.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. (Categoria C).

A segurança e a efetividade em pacientes pediátricos menores de 12 anos não foi estabelecida.

Hidroquinona + Ácido Glicólico: Ação da substância no organismo

Resultados de Eficácia

Os resultados do estudo, medidos com o equipamento Mexameter, demonstraram uma diminuição significativa no grau de pigmentação em melasmas no grupo que utilizou o creme contendo 4% de hidroquinona + 10% de ácido glicólico (melhora de 75% - 15 dos 20 pacientes) comparado com o grupo que utilizou o creme contendo apenas filtro solar (melhora de apenas 13% - 2 dos 15 pacientes).

Referências Bibliográficas:

Safety and efficacy of 4% hydroquinone combined with 10% glycolic acid, antioxidants, and sunscreen in the treatment of melasma . Guevara IL and Pandya AG. Int J Dermatol 42:966–972, 2003).

Características Farmacológicas

A hiperpigmentação, também chamada de hipermelanose, refere-se ao processo que ocorre quando um excesso de pigmento é depositado na pele.

Esse processo é resultante do aumento da produção de melanina nos melanócitos. Vários são os fatores e condições que contribuem para o processo de hiperpigmentação. Esses fatores incluem gravidez, suplementação hormonal (pílulas anticoncepcionais e reposição de estrógenos), drogas que provocam fotossensibilidade tais como tetraciclina , inflamação da pele e ferimentos (hiperpigmentação pós-inflamatória) e radiação ultravioleta (luz solar). Hidroquinona + Ácido Glicólico inibe a produção de melanina. A aplicação tópica da hidroquinona em animais inibe a síntese da melanina e os processos envolvidos com a melanização e incrementa a excreção da melanina dos melanócitos. A mesma ação, acredita-se, seja responsável pelo efeito despigmentante em humanos. Ao contrário da monobenzona, a hidroquinona demonstrou não destruir os melanócitos e portanto não conduzir a uma despigmentação permanente.

O processo de despigmentação pode levar de 1 a 4 meses para que apresente um efeito satisfatório, ainda que a melanina preexistente seja eliminada pelo processo normal de esfoliação do extrato córneo e a excreção da nova melanina seja incrementada pela hidroquinona. A pele hiperpigmentada parece clarear mais rapidamente e de forma mais completa que a pele normal . A exposição aos raios solares reduz o efeito despigmentante do fármaco. A despigmentação geralmente persiste por 2 a 6 meses depois de se descontinuar o tratamento com a hidroquinona,sempre e quando não houver nova estimulação à pigmentação pelos raios solares. O ácido glicólico é um agente esfoliante superficial em baixas concentrações (4 - 10%) que reduz a espessura da pele e proporciona um clareamento mais rápido.

A avobenzona, a oxibenzona e o octocrileno, filtros solares presentes em Hidroquinona + Ácido Glicólico, fornecem um FPS 15 que garante proteção à pele contra a ação dos raios UVA e UVB e previne a sua repigmentação durante a terapia de clareamento. Os outros componentes de Hidroquinona + Ácido Glicólico permitem a aplicação simultânea com outros medicamentos de uso tópico e cosméticos. O tocoferol (racealfatocoferol) e o ácido ascórbico (palmitato de ascobila) protegem a pele contra danos ambientais, e o último possui também, um efeito estabilizante sobre a preparação, dispensando assim a adição de metabissulfito de sódio, que possui reconhecido efeito alergênico.

Fonte do conteúdo

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.