Hidroclorotiazida + TrianterenoBula do Princípio Ativo

Hidroclorotiazida + Triantereno - Para que serve?

Hidroclorotiazida + Triantereno: Contraindicação de uso

Hidroclorotiazida + Triantereno: Posologia e como usar

1 comprimido ao dia, por via oral, preferivelmente pela manhã, ou a critério médico.

Devem-se seguir as orientações gerais descritas na bula. Contudo, o tratamento deve ser iniciado com a dose mínima.

Hidroclorotiazida + Triantereno - Reações Adversas

Os diuréticos tiazídicos raramente causam distúrbios do sistema nervoso central (vertigens, cefaléia, parestesias, xantopsia, astenia), gastrointestinais ( anorexia , náuseas, vômitos , cólicas, diarréia, constipação ), sexuais (impotência, diminuição da libido), hematológicas (discrasias sanguíneas) e dermatológicas (fotossensibilização, “rash” cutâneo).

A maioria dos eventos adversos está relacionada a doses altas ou à sensibilidade individual.

Os diuréticos tiazídicos também diminuem a tolerância à glicose . Entretanto, os principais efeitos colaterais devem-se aos distúrbios hidroeletrolíticos que provocam principalmente a hipocalemia , e que são minimizados pela associação com o triantereno.

O triantereno também reduz a tolerância à glicose e pode induzir a fotossensibilização; seu uso tem sido associado com nefrite intersticial e litíase renal.

Hidroclorotiazida + Triantereno: Interações medicamentosas

Os diuréticos tiazídicos podem diminuir o efeito dos anticoagulantes, dos uricosúricos, das sulfoniluréias e da insulina e aumentar o dos anestésicos , do diazóxido , dos glicosídios digitálicos, do carbonato de lítio , dos diuréticos de alça e da vitamina D .

A eficácia dos tiazídicos pode ser reduzida pelos antiinflamatórios não-esteróides, pelos anticolesterolêmicos do grupo das resinas de ligação aos ácidos biliares ( colestiramina e colestipol) e pela metenamina .

A anfotericina B e os corticosteróides aumentam o risco de hipocalemia induzida pelos diuréticos tiazídicos.

O triantereno é antagonista do ácido fólico .

Hidroclorotiazida + Triantereno: Precauções

A concentração plasmática de potássio deve ser medida periodicamente nos pacientes que recebem diuréticos tiazídicos por períodos prolongados.

Hidroclorotiazida + Triantereno (substância ativa desse medicamento) não deve ser utilizada durante o primeiro trimestre da gestação.

Hidroclorotiazida + Triantereno: Ação da substância no organismo

Características farmacológicas

A hidroclorotiazida é um eficaz diurético tiazídico que aumenta a excreção de sódio e água pela inibição da reabsorção de sódio nos túbulos distais. A hidroclorotiazida, bloqueando a anidrase carbônica, impede a reabsorção normal dos íons cloro e sódio pelos túbulos renais, e assim, estes íons passam ao bacinete juntamente com grande quantidade de água, necessária para mantê-los em solução.

Embora em grau menor, também a excreção do íon potássio é aumentada pela hidroclorotiazida e, conseqüentemente, doses maciças desta ou a sua administração não criteriosa por período prolongado podem acarretar hipocalemia e alcalose hipoclorêmica.

Para evitar tais inconvenientes, foi associado à hidroclorotiazida o triantereno, diurético poupador de potássio, isto é, a 2,4,7-triamino-6-fenil-pteridina, cuja propriedade fundamental é determinar, além da eliminação urinária de sódio e água, notável retenção de potássio. A experiência clínica confirmou os pressupostos farmacológicos, pois a associação do triantereno à hidroclorotiazida apresenta inúmeras vantagens, assim resumidas:

Hidroclorotiazida + Triantereno: Interacao com alimentos

Não há relatos até o momento.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.