Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido AscórbicoBula do Princípio Ativo

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico - Para que serve?

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico: Contraindicação de uso

Este medicamento é contraindicado para menores de 7 anos de idade.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Atenção diabéticos: este medicamente contém Sacarose.

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico: Posologia e como usar

Os comprimidos efervescentes devem ser dissolvidos em um copo de água (aproximadamente 200 mL) e ingeridos imediatamente.

Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico pode ser administrado junto ou imediatamente após uma refeição.

1 comprimido efervescente ao dia.

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico - Reações Adversas

Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico pode causar reações de hipersensibilidade inclusive rash cutâneo, prurido, urticária e outras reações alérgicas sistêmicas inclusive reação anafilática, edema facial, edema angioneurótico.

Foram observados casos incomuns como hipercalcemia, hipercalciúria e casos raros como desordens gastrointestinais como náusea, diarreia , dor abdominal, constipação , flatulência e vômito , foram relatados. Cálculos urinários também foram observados.

Juntamente com agrupamento de frequência, reações adversas são apresentadas em ordem decrescente de gravidade.

Hipersensibilidade.

Casos isolados de reações alérgicas sistêmicas (reação anafilática, edema facial, edema angioneurotico) foram reportados.

Hpercalcemia, hipercalciúria.

Flatulência, constipação, diarreia, náusea, vômito, dor abdominal

Cálculo urinário (formação de cálculo no trato urinário após tratamento prolongado com altas doses de cálcio e ácido ascórbico)

Rash cutâneo, prurido, urticária.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico: Riscos

Não use este medicamento em caso de doença grave dos rins.

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico: Interações medicamentosas

Diuréticos tiazídicos reduzem a excreção urinária de cálcio. Devido ao risco aumentado de hipercalcemia, o cálcio sérico deve ser regularmente monitorado durante o uso concomitante de diuréticos tiazídicos.

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico: Precauções

O monitoramento da excreção de cálcio na urina é necessário para pacientes com hipercalciúria leve (excedendo 300 mg/24 horas ou 7,5 mmol/24 horas) ou com histórico de cálculos urinários. Se necessário, a dose de cálcio deve ser reduzida ou a terapia deve ser descontinuada. Um consumo aumentado de fluidos é recomendado para pacientes propensos à formação de cálculos no trato urinário.

Em pacientes com função renal reduzida, os sais de cálcio devem ser tomados sob supervisão médica, com monitoramento dos níveis séricos de fosfato e cálcio.

Em terapias com altas doses e especialmente durante tratamentos com vitamina D , existe o risco de hipercalcemia com subsequente disfunção renal. Nesses pacientes o nível de cálcio sérico e a função renal devem ser monitorados.

Em pacientes com insuficiência renal grave o consumo diário de 50 a 100 mg de ácido ascórbico não deve ser excedido, devido ao risco de hiperoxalemia e formação de depósitos de oxalato nos rins.

Cálcio e ácido ascórbico devem ser usados com precaução em pacientes que eliminam oxalato na urina.

Houve relatos de literatura referindo-se indiretamente à possível absorção aumentada de alumínio em tratamentos com sais à base de citrato. Glucanato de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. que contém ácido cítrico deve ser utilizado com cautela em pacientes com função renal gravemente reduzida, especialmente naqueles que recebem preparações contendo alumínio.

Os pacientes com problemas hereditários raros de intolerância à frutose ou má absorção de glicose-galactose não devem tomar este medicamento.

Glucanato de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. contém 0,27 g de sódio por comprimido, devendo ser levado em conta por pacientes que requerem uma dieta baixa em sódio.

Cada comprimido efervescente de Glucanato de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. contém 2 g de açúcar, o que deve ser levado em conta por pacientes diabéticos.

Atenção diabéticos: este medicamente contém sacarose.

Não há nenhum efeito conhecido na habilidade de dirigir ou operar máquinas causado pela ingestão de Glucanato de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico.

Não há advertências ou precauções além daquelas descritas anteriormente. Glucanato de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. deve ser usado somente em crianças acima de 7 anos de idade.

Glucanato de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Em mulheres grávidas, a superdose de cálcio deve ser evitada uma vez que, a hipercalcemia foi relacionada a efeitos adversos no desenvolvimento do feto.

O consumo diário padrão para mulheres grávidas e lactantes (incluindo alimentos e suplementação) deve ser de 1.000 mg a 1.300 mg de cálcio, porém não excedendo 1.500 mg diários. Estudos epidemiológicos com cálcio oral não mostraram nenhum aumento de risco teratogênico para os fetos.

Apesar de o ácido ascórbico ser secretado no leite e atravessar a barreira placentária, não há evidências de que o ácido ascórbico cause riscos para o feto ou o lactente; muito pelo contrário, estudos mostram benefícios no desenvolvimento com seu uso.

Altas doses de ácido ascórbico não são recomendadas em mulheres grávidas, devido a possibilidade de sintomas de sua deficiência em neonatos e crianças.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Glucanato de Cálcio + Lactogliconato de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico: Ação da substância no organismo

Resultados da eficácia

O cálcio é necessário para o desenvolvimento dos ossos durante o crescimento e para a manutenção da integridade óssea durante toda a vida adulta (Theobald). O corpo não produz cálcio, portanto este deve ser obtido pela dieta. O nível de cálcio é regulado pela: absorção sanguínea através do intestino e reabsorção óssea e renal, da quantidade de cálcio ingerida na dieta. Tanto crianças como adultos precisam ter um equilíbrio positivo de cálcio para manter a saúde óssea.

A deficiência de cálcio pode surgir como resultado de uma má nutrição (por ingestão inadequada de leite e derivados, por exemplo), de uma absorção entérica prejudicada ou durante períodos de maior necessidade de cálcio. Seja qual for sua origem, a baixa ingestão de cálcio pode causar desde distúrbios no sistema neuromuscular até a desmineralização dos ossos. Em crianças, principalmente, casos graves de deficiência de cálcio podem levar ao raquitismo .

Apesar de ser preferível aumentar a ingestão de cálcio por meio de fontes alimentares, muitas vezes é mais eficiente suplementar o cálcio por meio de produtos específicos. Além disso, tal suplementação poderá ser bastante útil em indivíduos com intolerância à lactose , alergia ao leite de vaca ou ainda com outras restrições à ingestão de leite. Para isso, existe uma variedade de formulações de cálcio, com destaque para os sais à base de carbonato, lactato, fosfato e citrato de cálcio , cuja absorção do íon tem se mostrado semelhante à do leite integral (Sheikh).

A osteoporose está entre as principais causas diretas e indiretas de morbidade e mortalidade em idosos, principalmente em mulheres menopausadas. O principal risco decorrente da osteoporose é a alta probabilidade de fraturas ósseas, geralmente no quadril, antebraços ou vértebras, como resultado do enfraquecimento da arquitetura óssea.

Um estudo clínico em mulheres menopausadas mostrou que a suplementação de cálcio reduziu significantemente a perda óssea na região do colo do fêmur, além de melhorar o equilíbrio de cálcio em geral (Aloia). Uma metanálise de 33 estudos clínicos sobre o efeito da ingestão de cálcio na massa óssea mostrou que a suplementação com cerca de 1.000 mg diários de cálcio em mulheres na pré-menopausa foi capaz de prevenir perdas ósseas significativas (Welten). No estudo conhecido como Women's Health Initiative Study, onde mais de 36 mil mulheres na pós-menopausa receberam diariamente 1.000 mg de cálcio elementar e 400 UI de vitamina D, houve um pequeno mas significante aumento da densidade óssea ao longo de sete anos de seguimento (Jackson). Um outro estudo mostrou que uma dieta rica em proteínas , laticínios e cálcio também foi capaz de atenuar a perda óssea.

Os suplementos de cálcio são úteis para aumentar a carga de cálcio durante as fases de maior demanda, tais como a gravidez e a lactação, os períodos de rápido crescimento (infância e adolescência) e em idosos. Na gravidez, a suplementação de cálcio tem se mostrado benéfica ao auxiliar o crescimento e o desenvolvimento do feto (An H). Em crianças, estudo de Stallings mostrou que a suplementação de cálcio melhorou a saúde óssea. Os suplementos de cálcio devem ser tomados de forma contínua, uma vez que os benefícios sobre a densidade mineral óssea podem ser perdidos, caso a suplementação de cálcio seja interrompida.

Já o acréscimo do ácido ascórbico (vitamina C) à formulação de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. pode ser justificado por sua participação essencial em muitas etapas do metabolismo celular. O ácido ascórbico é um poderoso antioxidante capaz de neutralizar os radicais livres e auxiliar a produção de colágeno nos tecidos, além de ser necessário para manter a integridade de ossos, dentes, gengivas e vasos sanguíneos (Dietary Supplement Fact Sheet, NIH, 2009). De fato, a ingestão insuficiente de vitamina C pode causar o escorbuto, doença caracterizada por fadiga , fraqueza do tecido conjuntivo e fragilidade capilar. Embora não haja benefícios consistentes do uso da vitamina C como tratamento, vários estudos em profilaxia têm mostrado seu papel na redução da duração e número de sintomas em casos de resfriado (Hemilia). Um estudo controlado de cinco anos sugere que a suplementação de vitamina C (500 mg por dia) pode reduzir a frequência dos resfriados comuns (Sasazuki).

Características Farmacológicas

O cálcio é um mineral essencial necessário para a formação e manutenção dos ossos, o equilíbrio eletrolítico no corpo e o funcionamento adequado de vários mecanismos regulatórios.

Os comprimidos efervescentes de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. fornecem ácido ascórbico e cálcio ionizável em quantidades suficientes para cobrir as necessidades diárias nos períodos de exigências aumentadas, em adição a uma dieta balanceada.

O ácido ascórbico (vitamina C) desempenha um papel importante em diversos processos biológicos, como a respiração celular.

A deficiência de cálcio e ácido ascórbico pode ser o resultado de uma nutrição inadequada ou mesmo ser decorrente de várias condições associadas com demandas aumentadas.

A ingestão diária recomendada de cálcio está entre 800 mg e 1.600 mg, enquanto a necessidade diária de vitamina C é de 45 mg a 120 mg (o limite superior tolerado de vitamina C é de 2.000 mg por dia). Esses dados são importantes para definir a ingestão diária, principalmente pela ausência de sintomas específicos em casos de deficiência explícita de vitamina C (como no escorbuto).

Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico. contém dois sais de cálcio: carbonato de cálcio e lactogliconato de cálcio, os quais se dissolvem rapidamente na água, para tornar utilizável a forma ativa do cálcio ionizado. A adição de lactogliconato de cálcio ao carbonato de cálcio deve-se à sua rápida velocidade de dissolução em meio ácido, conforme demonstrado por Arteaga E e cols.

Em seu estudo, o pesquisador avaliou 18 preparações comerciais de cálcio, verificando que, enquanto preparações à base de carbonato tinha uma velocidade de dissolução dependente do pH, preparações efervescentes à base de citrato e lactogliconato mostraram as maiores velocidades de dissolução (95%-115%), independentes do pH da solução.

Desta forma, a associação com lactogliconato e carbonato de cálcio garante uma liberação mais eficaz do cálcio, independentemente das condições de acidez gástrica do paciente. Hansen e cols. mostraram também a similaridade de absorção do cálcio proveniente tanto de preparações à base de citrato de cálcio, como daquelas compostas pela associação carbonato/lactogliconato de cálcio à semelhança da encontrada em Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico..

De 25% a 50% da dose ingerida de cálcio são absorvidos, predominantemente na parte proximal do intestino delgado. Cerca de 30% do cálcio ionizável é absorvido. Os ossos e dentes concentram aproximadamente 99% do cálcio do corpo, estando o restante presente nos fluidos intra e extracelulares. Aproximadamente 50% do conteúdo total de cálcio no sangue se encontra na forma ionizada (fisiologicamente ativa). Destes 50%, cerca de 5% está ligado ao citrato, fosfato ou outros ânions, enquanto 45% está ligado a proteínas (principalmente a albumina). O cálcio é excretado na urina, nas fezes e no suor.

Do total a ser excretado, cerca de 20% é excretado na urina e praticamente os outros 80% nas fezes (incluindo o cálcio não absorvido e o secretado com a bile e o suco pancreático). O cálcio é excretado na urina, fezes e suor. A excreção urinária depende da filtração glomerular e reabsorção tubular.

Segundo estudos, a vitamina C facilita a absorção intestinal de cálcio ao ser administrada concomitantemente. O estudo de Morcos e cols. dá suporte a este fato justificando a combinação da vitamina C com o cálcio na formulação de Glucanato de Cálcio + Lactog de Cálcio + Ácido Cítrico + Ácido Ascórbico.

O ácido ascórbico é prontamente absorvido após administração oral, amplamente distribuído nos tecidos do corpo e excretado na urina.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.