Glicerofosfato + AssociaçõesBula do Princípio Ativo

Glicerofosfato + Associações - Para que serve?

Glicerofosfato + Associações suprime as deficiências vitamínicas do Complexo B , corrigindo manifestações carenciais que ocorrem nos estados de desnutrição e nas convalescenças.

Glicerofosfato + Associações: Contraindicação de uso

Glicerofosfato + Associações é contra-indicado para pacientes que apresentem reações de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da formulação, disfunção hepática, úlcera péptica ativa, hipertensão arterial grave, hemorragia e doença de Leber (somente para Cianocobalamina). A atrofia de nervo óptico é acelerada com o aumento repentino da sua concentração.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgiã-dentista.

Glicerofosfato + Associações: Posologia e como usar

Uso oral.

Ingerir 15 mL, 3 vezes ao dia.

Ingerir 7,5 mL, 3 vezes ao dia.

Ingerir 2,5 mL, 3 vezes ao dia.

Glicerofosfato + Associações - Reações Adversas

Raramente pode ocorrer sensação de calor, falta de ar, enrubescimento da pele, especialmente rosto e pescoço, e dor de cabeça .

Tosse , dificuldade de engolir, urticária , inchaço dos lábios e pálpebras, sibilos e dificuldade de respirar.

O uso de Vitamina B12 (Cianocobalamina) pode provocar ocasionalmente diarreia e prurido epidérmico.

Glicerofosfato + Associações: Interações medicamentosas

Pode haver redução na eficácia terapêutica da Levodopa isolada, devido a Vitamina B6 (o mesmo não ocorre nos casos de associação da Levodopa a um inibidor da descarboxilase).

Formulações contendo Potássio de liberação lenta, Aminosalicilatos, Colestiramina , Colchicina e Neomicina podem reduzir a absorção de Vitamina B12.

O Ácido Ascórbico pode degradar a Vitamina B12, defasar as ingestões por 1 hora.

A ingestão de grandes quantidades de álcool durante mais de duas semanas, Aminosalicilatos ou a Colchicina reduzem a absorção da Vitamina B12. Os antibióticos interferem nos métodos microbiológicos para o ensaio da Vitamina B sérica e eritrocitária causando falsa concentração baixa.

Doses altas e contínuas de Ácido Fólico diminuem concentração sérica da Vitamina B12.

Doses elevadas podem interferir na medida da concentração de catecolaminas na urina por métodos fluorimétricos (resultados falsamente elevados).

Glicerofosfato + Associações: Precauções

Atenção Diabéticos: este medicamento contém açúcar.

Evitar a administração desnecessária e principalmente doses excessivas.

A administração de Vitamina B12 pode mascarar a deficiência do Ácido Fólico .

O risco/benefício de uso da Tiamina deve ser avaliado nos casos de encefalopatia de Wernicke e hipersensibilidade a Tiamina.

Em tratamentos com a Vitamina B12, devem-se monitorar as concentrações séricas de Ácido Fólico, Vitamina B12 e Potássio, o hematócrito e a contagem de reticulócitos.

Altas doses de Piridoxina (2 a 6 gramas/dia) durante vários meses podem causar neuropatias sensoriais graves.

Não é necessário o ajuste da dose em pacientes idosos. No entanto, deverão ser observadas as precauções e contra-indicações pertinentes ao produto.

Grávidas expostas a doses altas de Piridoxina (200mg/dia por mais de 30 dias) podem produzir síndrome de dependência a Piridoxina no recém-nascido.

Glicerofosfato + Associações: Ação da substância no organismo

Características Farmacológicas

As vitaminas são essenciais às células, auxiliam os mecanismos de crescimento e restauração.

Participa do metabolismo dos carboidratos como co-enzima, contra as enzimas envolvidas nas reações químicas que transformam a glicose (açúcar) em energia. Participa da produção de energia necessária ao funcionamento dos nervos, músculos e coração.

Atua como uma co-enzima no metabolismo das proteínas , carboidratos e lipídeos. Produz energia a partir dos nutrientes, ajuda a formar hemácias e anticorpos é útil para o sistema nervoso e digestivo.

É essencial para o crescimento e a reprodução celular, hematopoiese e síntese das nucleoproteínas e da mielina do tecido nervoso. Participa na reprodução de material genético dentro das células, essencial a formação de novas células, como hemácias e leucócitos células dos folículos capilares e intestinos.

Como vitamina, a niacina, após conversão a niacinamida, é componente de duas coenzimas, a nicotinamida adenina dinucleotídeo (NAD) e a nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato (NADP), necessárias para a respiração tecidual, glicogenólise e metabolismo de lipídeos, aminoácidos , proteínas e purina.

Os minerais auxiliam no crescimento, restauração e na formação de novos tecidos.

É essencial para o estabelecimento de uma estrutura normal dos ossos, reprodução e o funcionamento normal do SNC (H.H. Harper 5ª edição). Os íons Manganês ativam as enzimas glicosil transferases envolvidas na síntese dos mucopolissacarídeos da cartilagem.

Os componentes do produto, tais como as vitaminas do complexo B que são hidrossolúveis, bem como os Glicerofosfatos de Sódio, Cálcio e Manganês são bem absorvidos pelo trato gastrointestinal, passam ao sistema portal hepático antes de entrar na circulação geral.

A Vitamina B6 (Cloridrato de Piridoxina) tem meia-vida entre 15 a 20 dias.

A Vitamina B12 (Cianocobalamina) apresenta alta e específica ligação protéica (forma complexo com proteínas transcobalaminas), é acumulada no fígado (90%) e nos rins.

A concentração sanguínea máxima é atingida entre 8 a 12 horas (via oral). A meia-vida é de 6 dias (400 dias no fígado). A excreção é feita normalmente através da urina, formada através do plasma por processos de filtração glomerular.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.