GlicerinaBula do Princípio Ativo

Glicerina - Para que serve?

Este medicamento é utilizado como auxiliar no pré e pós operatório, na lavagem intestinal e em exames radiológicos.

Glicerina: Contraindicação de uso

Pessoas portadoras de apendicite, obstrução intestinal , hemorragia retal não diagnosticada e lesões intestinais.

Glicerina: Posologia e como usar

Retal e individualizada.

Uso adulto e pediátrico.

A solução de Glicerina é aplicada normalmente à temperatura do corpo. Para soluções a 12%, a dose mínima recomendada é de 250mL/dia e a dose máxima de 1000mL/dia. Em caso de constipação crônica, com irritação da mucosa intestinal, convém utilizar a solução em menor concentração, intermitentemente, até que o efeito seja alcançado, pois será menos irritante. Duração do tratamento a critério médico.

Atenção: O local de adição de medicação, não deve ser utilizado, pois o produto Glicerina não é para uso associado com outros medicamentos.

Atenção: O local de adição de medicação, não deve ser utilizado, pois o produto Glicerina não é para uso associado com outros medicamentos.

Glicerina - Reações Adversas

Como este é um produto de ação local, não havendo sua absorção, o mesmo não terá nenhuma reação adversa além do próprio efeito esperado para este tais como, cólicas intestinais e diarreias.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA ou para a Vigilância Sanitária Estadual e Municipal.

Glicerina: Interações medicamentosas

Não apresenta.

Glicerina: Precauções

A Glicerina deve ser utilizada com precaução por pacientes com risco de hipervolemia, insuficiência cardíaca ou distúrbio renal. Pessoas desidratadas devem utilizar o medicamento com precaução, uma vez que há a risco de agravar a situação. Os enemas só devem ser usados quando há clara indicação para isso e não se dispõe de substituto adequado.

Nos pacientes idosos todo medicamento deve ser administrado com cautela e sob prescrição médica, pois estes normalmente apresentam variações fisiológicas que podem alterar o efeito do medicamento.

Glicerina: Ação da substância no organismo

Características Farmacológicas

A Glicerina, também chamada de glicerol , corresponde ao 1,2,3-propanotriol. Quando administrada por via retal, atua como lubrificante e emoliente das fezes impactadas, em colaboração com a água, promovendo peristaltismo. Por sua propriedade desidratante, estimula os nervos da mucosa, produzindo efeito evacuante.

Sendo assim o produto age provocando evacuação para completa limpeza intestinal.

A diluição de Glicerina em água para injetáveis produz uma solução muito eficiente na lavagem intestinal. Esta solução atua, portanto, como clíster. Quando necessário o esvaziamento do cólon intestinal, o clíster a base de Glicerina é indicado, considerando que este produto não provoca cólicas ou irritações sensíveis.

O mesmo não ocorre com laxantes e supositórios, que causam incômodos e mal-estar nos pacientes que os absorvem.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.