Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + GuaifenesinaBula do Princípio Ativo

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina - Para que serve?

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina está indicado no tratamento sintomático da tosse (irritativa, não produtiva, espasmódica, seca) associada a várias condições respiratórias.

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina: Contraindicação de uso

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina é contraindicado às pessoas sensíveis aos componentes da fórmula, a pacientes sensíveis ao iodo ou que apresentam insuficiência respiratória, qualquer que seja o grau, afecções hepáticas e renais graves.

Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos.

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina: Posologia e como usar

Tomar 5mL de 6 vezes ao dia.

Tomar 5mL de 3 a 4 vezes ao dia.

Tomar 5mL de 4 a 6 vezes ao dia.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina - Reações Adversas

O iodeto de potássio pode induzir casos raros de iodismo, com hipersecreção das glândulas exócrinas como as nasais, lacrimais e traqueobrônquicas; caracteriza-se por diversas erupções cutâneas acneformes, pruriginosas ou eritematosas, cefaleias.

O efeito adverso mais comumente observado é a sonolência. Entretanto, mais raramente, pode-se observar constipação e retenção urinária, confusão mental, boca seca, efeitos gastrintestinais (em particular intolerância digestiva), discinesias tardias, leucopenia e agranulocitose.

Por causa do iodeto de potássio, Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina pode interferir nos exames de determinação da função da tireoide .

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificação de Eventos Adversos a Medicamentos - VIGIMED, disponível em http://portal.anvisa.gov.br/vigimed, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina: Superdose

O quadro pode ser caracterizado por depressão e coma. O tratamento é sintomático e, eventualmente, pode ser necessária respiração assistida ou artificial e anticonvulsivantes.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina: Interações medicamentosas

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina pode potencializar os depressores do SNC, bem como os atropínicos centrais, quando em associação com outras substâncias anticolinérgicas (outros anti-histamínicos, depressores imipramínicos, neurolépticos fenotiazínicos, antiparkisonianos anticolinérgicos, antiespasmódicos atropínicos e disopiramida).

O uso concomitante com diuréticos poupadores de potássio pode levar à hiperpotassemia ( hipercalemia ) e arritmias cardíacas.

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina: Precauções

Este produto deve ser administrado com muito cuidado em pacientes que apresentam taquicardia, insuficiência cardíaca ou falência coronariana.

Antes do início do tratamento antitussígeno, é conveniente que se investiguem as causas da tosse, para identificar aquelas que requerem tratamento etiológico próprio, principalmente asma , câncer , afecções endobrônquicas, entre outras. Caso a tosse persista após a administração de antitussígeno em doses usuais, não é conveniente que se aumente a posologia, mas que se faça uma revisão da situação clínica. É desaconselhado o consumo de bebidas alcóolicas durante o tratamento com Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina devido à presença de oxomemazina.

Deve-se ter cautela ao administrar Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina a indivíduos condutores de veículos ou máquinas potencialmente perigosas, devido ao risco de sonolência.

A inocuidade de Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina durante a gravidez ainda não foi estabelecida. Portanto, recomenda-se que a sua utilização somente seja feita após avaliação da relação risco-benefício.

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se está amamentando.

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina: Ação da substância no organismo

Resultados de Eficácia

Estudo clínico Fase IIIb multicêntrico, randomizado, com 264 pacientes, demonstrou a superioridade da eficácia da combinação em dose fixa de Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina versus a monoterapia com dropropizina no controle sintomático da tosse aguda e seca com redução significativa da intensidade total da tosse com 2 dias de tratamento e superioridade clínica de 5%.

A comprovada eficácia de Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina é embasada na combinação dos seus componentes que promovem a ação anti-inflamatória e levemente sedativa como a da oxomemazina, ação antisséptica e fluidificante do iodeto de potássio e ação antitussígena e expectorante da guaifenesina. A oxomemazina é um anti-histamínico de primeira geração pertencente ao grupo das fenotiazinas, dotado de propriedades descongestionantes, antitussígenas e sedativas e proporciona ainda atenuação da inflamação através do bloqueio histamínico.

Desta maneira, atua na supressão da tosse e é de grande eficácia em tosses de origem alérgica (casos de rinite alérgica ), bem como reduzindo a inflamação nos casos de IVAS, sua resposta clínica é percebida por redução de congestão nasal e gotejamento pós-nasal. A guaifenesina, além de propriedade analgésica, que traz conforto clínico ao paciente na vigência de tosses não produtivas, é referida como um expectorante, que promove a tosse eficaz pela diminuição da viscosidade do muco no trato respiratório. O iodeto de potássio possui ação antisséptica, reduzindo as chances de uma complicação por infecção bacteriana, e expectorante, fluidificante sobre o muco produzido nos processos inflamatórios agudos na árvore brônquica.

Características Farmacológicas

Cloridrato de Oxomemazina + Iodeto de Potássio + Benzoato de Sódio + Guaifenesina é um medicamento antitussígeno e expectorante, resultante da associação da oxomemazina, anti-histamínico de síntese, dotado de propriedades antitussígenas e sedativas; guaifenesina, antisséptico das vias respiratórias e expectorante; benzoato de sódio, fluidificante das secreções brônquicas e expectorante.

Fonte do conteúdo

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.