Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de PiperidolatoBula do Princípio Ativo

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de Piperidolato - Para que serve?

Este medicamento é indicado como auxiliar na prevenção de parto prematuro.

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de Piperidolato: Contraindicação de uso

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato é contraindicado a mulheres que apresentam hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de Piperidolato: Posologia e como usar

Tomar as drágeas com líquido, por via oral.

Usualmente, uma drágea 4 vezes ao dia, dependendo da resposta da paciente. A terapia deve começar tão logo o diagnóstico de um possível parto prematuro seja feito.

Medidas adicionais, como repouso, terapia hormonal, sedação e administração de antibióticos devem ser utilizadas se forem necessárias. O tratamento deve ser continuado até a trigésima nona semana de gestação ou até o parto.

Não há estudos dos efeitos de Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para garantir a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral.

Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de Piperidolato - Reações Adversas

O cloridrato de piperidolato é um agente antimuscarínico amino terciário que apresenta efeitos semelhantes à atropina.

As reações adversas descritas a seguir são observadas com a atropina e outros agentes antimuscarínicos e podem estar relacionadas às suas ações farmacológicas. Estas reações adversas são relacionadas à dose, sendo geralmente reversíveis com a interrupção do tratamento.

Em doses terapêuticas, as reações adversas incluem secura da boca com dificuldade para deglutir e falar, sede, redução das secreções brônquicas, dilatação das pupilas (midríase) com perda da capacidade de acomodação visual (cicloplegia) e fotofobia, eritema e secura da pele, bradicardia transitória seguida por taquicardia com palpitações e arritmias, dificuldade de micção, assim como redução do tônus e da motilidade do trato gastrintestinal resultando em constipação . Algumas reações adversas observadas em doses tóxicas também podem ocorrer em doses terapêuticas.

Dados de farmacovigilância têm demonstrado a possibilidade de ocorrência de vômitos , náusea, dispepsia , tontura e sonolência.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de Piperidolato: Interações medicamentosas

Os efeitos do cloridrato de piperidolato, assim como de outros agentes antimuscarínicos, podem ser acentuados pela administração concomitante de outros medicamentos com propriedades antimuscarínicas, tais como: amantadina , alguns anti-histamínicos, fenotiazinas, antipsicóticos e antidepressivos tricíclicos.

A inibição de enzimas metabolizadoras de medicamentos por i-MAOs podem possivelmente aumentar os efeitos dos antimuscarínicos. A redução da motilidade gástrica causada pelos antimuscarínicos pode afetar a absorção de outros medicamentos. Os efeitos dos medicamentos antimuscarínicos e parassimpaticomiméticos podem se neutralizar.

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de Piperidolato: Precauções

Assim como todas as drogas com ação anticolinérgica, Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato não deve ser utilizado por pacientes com glaucoma .

O tratamento com Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato deve ser continuado até a trigésima nona semana de gestação ou até o parto.

Informe seu médico se estiver amamentando.

Categoria de risco na gravidez: A. Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica.

Não há advertências e recomendações especiais sobre o uso adequado desse medicamento por pacientes idosas.

Atenção diabéticos: Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato contém açúcar (197 mg de sacarose/drágea).

Este produto contém o corante amarelo de Tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico .

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Cloridrato de Piperidolato: Ação da substância no organismo

Resultados de Eficácia

A eficácia de Cloridrato de piperidolato + Hesperidina complexo + Ácido ascórbico) pode ser confirmada no artigo publicado por De Marco SL. onde foi administrado para 30 pacientes nos períodos de 1º, 2º e 3º trimestres até o final das gestações que evoluíssem, com quadro clínico de ameaça de aborto e trabalho de parto prematuro. De Marco observou a eficácia quando o resultado da eficácia ficou estabelecido em mais de 80% das pacientes que usaram o medicamento.

Stephens LJ. confirmou também a eficácia de Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato em seu estudo envolvendo 76 pacientes gestantes candidatas a apresentarem quadro clínico de trabalho de parto prematuro e muitas já apresentavam dilatação anormal de colo de útero. A eficácia foi comprovada no final do estudo, onde o autor refere ser o Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato um medicamento preventivo e de grande sucesso, ou seja, eficaz.

Greenblatt RB. publicou em seu artigo sobre aborto habitual, a confirmação da importância de medicamentos a base de vitamina C e hesperidina na prevenção desse quadro. Pacientes com 2 abortos que engravidaram posteriormente e usaram vitamina C e hesperidina em seu estudo, obtiveram sucesso em 87,6%, com o nascimento de crianças vivas.

Stephens LJ. comprovou em outro estudo que o uso de Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato na prevenção de parto prematuro é eficaz. Na posologia de 4 vezes ao dia, Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato foi eficaz na prevenção do início de trabalho de parto em casos de pacientes que apresentavam colo de útero curto ou já com dilatação. Confirmou ainda que Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato diminui os espasmos da musculatura uterina em pacientes que ainda não chegaram ao ponto de estarem em trabalho de parto.

Características Farmacológicas

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato provou ser o mais satisfatório de uma série de anticolinérgicos testados por seu valor na prevenção de contrações uterinas prematuras.

Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato é um derivado do piperidol que diminui os espasmos musculares, inibindo os impulsos nervosos pósganglionares parassimpáticos.

Mostrou-se eficaz na prevenção do início do parto em casos onde há dilatação e/ou encurtamentoda cérvix. Se a paciente não estiver no momento adequado para o parto, Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato parece diminuir o espasmo do músculo uterino.

A hesperidina complexo em Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato contém uma combinação padronizada do glicosídeo flavonoide hesperidina e outros flavonoides.

A associação de flavonoides à vitamina C ajuda a manter a integridade capilar. A quantidade de vitamina C necessária para manter os níveis hemáticos adequados é aumentada na gravidez. Hemorragia tecidual foi encontrada em 66% dos casos de aborto em mulheres com deficiência de vitamina C. Há nítida correlação entre a deficiência da vitamina C e a hemorragia tecidual. Os flavonoides parecem controlar a hemorragia que não responde à administração de vitamina C. Os flavonoides não são administrados com o intuito de suprir uma insuficiência dietética, mas sim por sua ação farmacológica direta sobre a parede capilar. Por meio da restauração e manutenção da integridade e normal permeabilidade capilar, a combinação de hesperidina complexo e vitamina C ajuda a proteger o feto. Num estudo envolvendo 618 grávidas, relatou-se a prevenção de muitos abortos com o uso de Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato, observando-se a ocorrência de parto prematuro ou de "termo" com nascimento de crianças normais. Na maioria dos casos para os quais se fez um tratamento visando evitar partos prematuros, Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato prolongou a gestação até a paciente estar no ou próxima do parto de "termo".

Em pacientes que não estavam em trabalho de parto, Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato parece ter reduzido o espasmo uterino. Notou-se também que nas pacientes que apresentaram dificuldade prévia para completar o período gestacional, evitou-se o parto prematuro e aumentou-se o peso com que as crianças nasceram. A terapia com Ácido Ascórbico + Hesperidina + Piperidolato não causou anormalidades nas mães e fetos.

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.