Acetato de Clostebol + Sulfato de NeomicinaBula do Princípio Ativo

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina - Para que serve?

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina creme vaginal é indicado para tratamento tópico após cauterização do colo do útero.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina creme dermatológico é indicado nos casos de erosões, lesões ulcerativas cutâneas (úlceras de varizes, escaras de decúbito, úlceras traumáticas), intertrigo, fissuras dos seios, mastectomia com dificuldade de cicatrização, fissuras anais, queimaduras , feridas infectadas, cicatrização demorada, radiodermatites.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina: Contraindicação de uso

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina é contraindicado a pacientes que apresentam hipersensibilidade a acetato de clostebol (ou outros derivados da testosterona ), sulfato de neomicina ou a qualquer componente da fórmula. Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina é também contraindicado em período de aleitamento.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina é também contraindicado em casos de infecções mamárias em período de aleitamento.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina: Posologia e como usar

Aplicar um aplicador cheio de creme, 1-2 vezes ao dia.

Caso o paciente esqueça de utilizar Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina no horário estabelecido, deve fazê-lo assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de administrar a próxima dose, deve desconsiderar a dose esquecida e utilizar a próxima. Neste caso, o paciente não deve utilizar a dose duplicada para compensar doses esquecidas. O esquecimento de dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Aplicar uma fina camada de creme, 1-2 vezes ao dia, sobre a parte lesada, após a limpeza da mesma.

Caso o paciente esqueça de utilizar Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina no horário estabelecido, deve fazê-lo assim que lembrar.

Entretanto, se já estiver perto do horário de administrar a próxima dose, deve desconsiderar a dose esquecida e utilizar a próxima. Neste caso, o paciente não deve utilizar a dose duplicada para compensar doses esquecidas. O esquecimento de dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina - Reações Adversas

Ainda não são conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas. Existem relatos de ocorrência rara de prurido e rash cutâneo.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina: Superdose

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina: Interações medicamentosas

Não há interações conhecidas com o uso de Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina creme.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina: Precauções

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina deve ser utilizado com cautela em pacientes com insuficiência renal.

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina é um medicamento classificado na categoria D de risco de gravidez, portanto, este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Este medicamento pode causar doping .

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina: Ação da substância no organismo

Resultados de Eficácia

Os resultados apresentados neste estudo demonstraram a importância do emprego de fármacos no processo de cicatrização do colo uterino pós-cauterizado. Foi observada uma diminuição progressiva de fenômenos, como transudato e pontos hemorrágicos, além de abreviar o tempo de cicatrização.

Referências Bibliográficas:

1. S. Lomando, M. B. Ferrary and A. N. Ferrari. Supportive therapy after cauterization of the uterine cervix. Comparative study. Revista Brasileira de Medicina. 40 (5) pp. 172-175; 1983.

A combinação do esteroide (clostebol) com o antibiótico (neomicina), além de promover estímulo trófico, permite o controle da infecção e diminui o tempo de cicatrização das lesões. Barberis e Ambrogio (1970) acompanharam casos principalmente com lesões decorrentes de queimaduras de 2º e 3º graus, úlceras tróficas e feridas remanescentes nos locais de grandes excisões para enxertos cutâneos. Alta porcentagem de cicatrização foi alcançada com uma porcentagem de cura de 55%. A desinfecção foi obtida rapidamente com uma redução da secreção e rápida reepitelização espontânea.

Fariello e Santoro (1970) acompanharam pacientes com neoplasia submetidos à cirurgia de porte razoavelmente grande que, no período pós-cirúrgico apresentaram início de formação de escaras, com alterações circulatórias e vasculares limitadas à área envolvida. Observou-se melhora notável e rápida. As escaras foram desinfetadas, houve uma redução considerável de tamanho e apresentaram nítido processo de proliferação com reepitelização.

Referências Bibliográficas:

1. M. L. Barberis and G. Ambroggio. On the treatment of losses of continuity of the skin with 4- chlorotestosterone acetate and neomycin sulfate. Minerva Medica. 61 (92) pp. 5241-6; 1970.
2. R. Fariello and L. Santoro. Azione del 4-cloro-testosterone-acetato sulle ulcere da decubito e trofiche. Minerva Medica.61 (11) pp. 456-63; 1970.

Características Farmacológicas

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina é um creme cicatrizante que resulta de uma associação para uso local: um anabolizante amplamente utilizado na prática clínica (clostebol) e um antibiótico de ação local (neomicina).

Acetato de Clostebol + Sulfato de Neomicina exerce um efeito trófico-cicatrizante e proporciona uma diminuição acentuada do período de cura das lesões cutâneas e cutâneo-mucosas. O clostebol utilizado topicamente estimula, pela atividade anabolizante proteica, o processo de cura das lesões ulcerativas e distróficas, em mucosas.

Na associação de acetato de clostebol com sulfato de neomicina, o efeito trófico-cicatrizante do esteroide se une à atividade do antibiótico, neomicina, necessária para o controle do componente infeccioso que, frequentemente, representa um fator que agrava e atrasa a cura das lesões.

O excipiente do creme é dermófilo, provido de poder de penetração e difusão através da epiderme. Também possui uma ação emoliente e um pH ótimo para a pele, não sendo untuoso e não manchando.

Fonte do conteúdo

Entramos em contato com você

Ganhe tempo com mais praticidade na gerenciamento da agenda, controle financeiro e prontuários eletônicos.